O primeiro painel que conferi no primeiro dia de evento infelizmente não foi dentro do auditório Cinemark, já que por conta de ter que conferir as lojas e stands, acabei pegando a fila já muito longa. Porém, foi divertida a recepção de Marcelo Forlani (um dos responsáveis pelo Omelete e organização da CCXP) no palco do lado de fora, e além disso há um telão que permite ver o que ocorre do lado de dentro, exceto quando há conteúdo exclusivo a ser exibido. A chegada dos atores de Triplo X: Reativado causou grande alvoroço tanto dentro quanto fora. Vin Diesel já chegou esbanjando carisma e foi o que mais recebeu gritos empolgados. Mas a recepção com Nina Dobrev e o lutador Michael Bisping também foi bastante calorosa.

Vin Diesel não deixou de elogiar o Brasil, como sempre faz questão de fazer, e se mostrou muito feliz de estar lá, principalmente com a recepção incrível dos fãs, que o deixou impressionado. Nina, em sua primeira vez no país, também declarou sua admiração. Quanto ao novo filme, o astro disse que sentia a vontade de fazer algo que pudesse diverti-lo, que lhe proporcionasse riso durante o trabalho, e Triplo X é exatamente o que ele queria. O ator prometeu muita ação e momentos descontraídos, o que certamente o filme deve ter de sobra. O trio também falou sobre a preparação física, que durou meses para que eles estivessem aptos, e apesar da dificuldade, todos da equipe se divertiram muito durante o processo.

O telão do lado de fora precisou ser apagado durante a exibição dos primeiros 20 minutos do filme, então eu não pude conferir, mas você pode ler a descrição do Omelete feita por Arthur Eloi:

“O filme começa com Gibbons, personagem vivido por Samuel L. Jackson, explicando a base da iniciativa Triplo X durante um almoço em um restaurante chinês e comentando como o programa se diferencia de todas as outras unidades militares. A câmera muda e descobrimos que o personagem está tentando recrutar ninguém menos que Neymar Jr. para se tornar um agente. Falando em português, o craque do Barcelona responde “Não sou herói, sou apenas um jogador de futebol”, segundos antes de impedir um assalto à mão armada com um voleio em um porta-guardanapos. Infelizmente, Gibbons então é vítima da queda de um satélite e morre na explosão.

Acontece que o tal satélite foi hackeado por um poderoso dispositivo chamado Caixa de Pandora, capaz de invadir qualquer sistema. Apesar do item ter sido resgatado pela CIA, o prédio da organização é invadido por um homem asiático (vivido por Donnie Yen) que, com pouquíssimo esforço e muita agilidade, derrota todos os guardas e rouba o aparelho. Investigando o caso, o governo conclúi que apenas uma pessoa é apta para uma missão de resgate: Xander Cage (Diesel).

Os momentos finais mostram Cage vivendo em meio à uma comunidade na República Domincana, onde coloca sua vida em risco ao descer montanhas de ski e ladeiras de skate para levar TV à cabo ao povo, que comemora ao finalmente poder assistir a partida de futebol entre Brasil e Alemanha. O agente então é reativado e parte em busca de montar sua equipe para a operação, composta pela atiradora de elite Adele Wolff (Ruby Rose, de Orange is the New Black), o DJ Harvard (Kris Wu) – também chamado de Encapuzado – e a desastrada Rebbeca (Dobrev)”.

O painel da Paramount também contou com conteúdo da aguardada adaptação Vigilante do Amahã: Ghost in the Shell, que tem empolgado pela fidelidade ao anime, e de Transformers: The Last knight, que serão lançados em 2017.

Ao fim do painel, como prometido, o trio foi levado ao lado de fora no tapete vermelho, o que causou um enorme problema na fila do auditório, com pessoas que, desobedecendo aos avisos anteriores, pularam as grades ou mesmo passaram por baixo delas, atrapalhando o lugar de quem estava devidamente na espera. Os três repetiram o carisma do lado de dentro e arriscaram frases em português. Vin Diesel ainda mandou um “This is Brazil” em referência ao quinto Velozes e Furiosos, com todo o poder de sua voz. Após a saída, eles foram para o stand do Omelete no qual os integrantes realizam a live durante todo o evento. Lá, quem quisesse poderia conferir o encontro do lado de fora, vendo a entrevista através do vidro.