Todos nós já ouvimos a expressão futebol não se discute? Bom, com futebol virtual, é quase a mesma coisa. Os dois games de futebol mais procurados, o PES, que tem um estilo mais arcade que atraiu milhares de fãs, e o FIFA, único game que consegue bater de frente com o PES e está conseguindo atualmente uma legião de seguidores, estão brigando para ser o melhor game do momento. Aqueles fãs antigos do PES não aceitam nenhum elogio ao FIFA, e garante que o PES foi e sempre será melhor. Mas será mesmo que estão certos? Veja a seguir, em um review totalmente desprovido de favoritismo, simplesmente trazendo aos leitores a informação do modo mais análitico possível:

Gráficos

Em matéria de gráficos, os dois games realmente surpreenderam esse ano. Ambos sugaram cada gota de potência dos consoles para criar um verdadeiro colírio para nossos olhos. Mas mesmo assim, não é empate.

O FIFA, por ser um simulador da realidade, tem um certo compromisso em nos enviar a cada ano gráficos cada vez melhores. Esse ano nós podemos observar uma riqueza de detalhes tamanha, como chuva, ou quando o jogador vai bater faltas, que nos sentimos no campo assistindo a um jogo real. Fora que os jogadores agora ganharam um aspecto mais humano, com maiores detalhes e marcas de cada jogador.

Já o PES, por ser um game estilo arcade, no ps2 não evoluiu os seus gráficos. Em certo tempo, não havia concorrência, e o PES reinava soberano. Por isso a Konami nunca achou necessidade em alterar ou melhorar seus gráficos. Agora, com essa ascensão tamanha do FIFA, o PES teve que melhorar. Mas não é em duas versões que terá um visual tão rico em detalhes.

Por isso que, nesse quesito, pela inexperiência em inovação da Konami, a vitória vai para o FIFA. O placar está aberto, 1×0.

Jogabilidade

Como sabemos, o FIFA desde seu lançamento tem seu estilo de simulador da realidade. Portando, a jogabilidade teria que ficar a mais perfeita possível. Esse quesito não é tão exigido para jogos do estilo arcade, como o PES.

No FIFA 11, podemos ver mudanças na jogabilidade para ficar a mais perfeita possível. Os passes agora são mais bem feitos, e a trajetória difere dependendo da habilidade do jogador. Os chutes agora são mais realistas, com a trajetória variando ainda mais dependendo da habilidade em chute. E o modo de correr, a habilidade da bola, todo e qualquer pequeno detalhe conta nesse game.

Já o PES, nessa versão, tentou perder um pouco de sua característica arcadista. Mas o resultado foi mais uma cópia barata de FIFA, e não uma inovação que mudaria o rumo dos games futebolísticos. A Konami ainda tem que aprender muito no quesito inovação.

Nesse quesito, o FIFA novamente ganha e abre vantagem no marcador. 2×0!

Detalhes

Embora pareça pouco importante em outros games, todos sabemos que em games de futebol todo pequeno detalhe é importante. E felizmente, disso os dois games lembraram.

O FIFA vêm com certeza mais detalhado, com feições e marcas registradas de alguns jogadores. As camisas dos times vêm com completa masteria, e principalmente em tempos como chuva, os detalhes como o respingo da água nos jogadores, como a água reage a um jogador dando um carrinho e passando por cima de uma poça, tudo foi levado a sério nesse game. Fora que novamente, o FIFA vêm com aquela montanha de times licenciados. Mas peca somente em que o número de campeonatos para se disputar é pequeno.

Já o PES têm em seu favor seu grandioso modo edição. Agora, pela primeira vez, é possível que editemos os estádios! Isso foi abordado com seriedade, e a Konami cumpriu o papel de ter pelo menos uma novidade em relação a detalhes. Outro ponto positivo para o PES é seu grande acervo de campeonatos, como a inédita em um game Copa Libertadores da América, o que com certeza levará  a maioria dos sul-americanos a comprar o game, e a Champions League. Mas ao contrário do FIFA, têm poucos times licenciados.

Por mais que o FIFA seja bom, esse ano o PES superou nesse quesito. O PES encosta no FIFA, está 2×1 no placar.

Sons

Para um game de futebol, que não envolve músicas no jogo, todos acham que os sons não são muito importantes. Mas são, já que como som a gente engloba tudo que faz barulho no jogo, como uma bola batendo na trave e a torcida, acaba sendo um quesito importante sim.

O PES vêm dessa vez com um acervo de músicas de altíssima qualidade. Nos intervalos e nos menus, você verá uma playlist escolhida por experts, e que com certeza te empolgará para a próxima partida. Mas todos sabemos que um game de futebol não é feito somente de música. As torcidas foram mal representadas, e os gritos e as canções entoadas não são ótimamente representadas, como é esperado de um grande jogo.

Já o FIFA também têm um grande acervo de músicas, mas não tão boas quanto o do PES. Mas o que garante o FIFA a ganhar nesse ponto é a maestria com que abordou os outros sons. Experimente chutar a bola na trave e ouvir a torcida gritar UUUU. Ou fazer o gol, e sentir toda aquela vibração, como em um jogo de verdade.

Ou seja, contabilizando, no segundo tempo o FIFA se adianta ainda mais no placar fazendo 3×1 diante do PES.

Evolução

Nesse quesito, vemos um PES totalmente desesperado para encontrar o equilíbrio, inovando para tentar superar o FIFA, e seu rival agora se estabiliza, se alterando pouco e mantendo uma fórmula de sucesso.

O FIFA manteve a mesma base, só que agora dividiu e criou o Carrer Mode, com opções para ser um jogador, um técnico ou um jogador e um técnico simultaneamente. Você também pode jogar, pela primeira vez, como o goleiro para construir sua carreira. Um novo modo online que estréia é o modo 11vs.11, onde cada pessoa conectada joga como um jogador diferente.

Mas o PES tentou evoluir bastante, mesmo que em alguns quesitos para trás, como a jogabilidade. Colocou o modo edição para estádios, a inédita Master League Online, e também novas competições como a copa Santander Libertadores. E por isso, leva o ponto no quesito.

No finalzinho, o PES diminui a vantagem para 3×2, mas o juiz apita, e o FIFA é o vencedor!

Conclusão

Nessa versão, o FIFA mantém a superioridade conquistada sobre o PES desde a sua versão de 2009. Na opinião da equipe, após analisarmos os fatores, vale sim a pena comprar ele, e o PES novamente ficará em segundo plano. Resta saber se agora o PES irá se recuperar em 2012, ou se o FIFA continuará ampliando a vantagem. Obrigado por acompanhar a matéria, e até a próxima:

Marcelo da Silva – Equipe Manual da Tecnologia

SEJA UM AUTOR DO MANUAL DA TECNOLOGIA, CLIQUE PARA SABER MAIS.




Sobre o Autor

Meu nome é Marcelo, criei esse site com o Lucas há um tempo atrás para poder divulgar minhas ideias sobre os games para o mundo. Após muita pesquisa, anos de trabalho e dedicação, estamos fazendo um ótimo trabalho, e o Manual se tornou uma enorme parte da minha vida.