Com o aumento do dólar constante e essa “ajuda” que o governo nos dá em relação a impostos, fica cada vez mais desanimador pensar em um modelo novo de smartphone, não é mesmo?
Nos dias de hoje, precisamos de no mínimo R$ 800,00 para sairmos da loja com um bom intermediário, e ainda sempre temos aquela força vendendo o aparelho antigo para ajudar a bancar o novo.

Tendo em mente essa realidade, o Trocafone entrou na internet trazendo a proposta de comprar seu celular usado e ainda vender os aparelhos no próprio site com um preço muito mais baixo do que em outras lojas.

Está parecendo uma matéria patrocinada né? Pois então, não é. A questão é que tivemos experiências com o serviço do Trocafone, e como nosso objetivo é informar você, nosso leitor, com dicas e recomendações interessantes, nada como passar adiante, certo?

 

Como funciona

O Trocafone tanto compra como vende aparelhos usados. A compra acontece no próprio site, sendo que o usuário interessado em vender o celular deve envia-lo seguindo as instruções do site.

O Trocafone avalia o aparelho e determina um valor, se o usuário aceitar, o site se compromete a , transferir o valor combinado para o usuário, consertar o que for necessário do aparelho, testar as funções e coloca-lo a venda novamente.

Os aparelhos comprados na Trocafone vem com garantia de três meses, em uma nova caixa (com as logos do site) e com carregador e cabo USB (comprados separadamente no próprio site por R$ 20,00).

Vale dizer de que o carregador e o cabo não são originais, mas seguem as especificações da bateria de cada aparelho, não danificando a mesma.

Pelos aparelhos serem usados, os preços são praticamente a metade do aparelho vendido em estado novo. Você ainda pode escolher entre três tipos de “qualidade”: Bom, Muito Bom e Excelente. Sendo que as três podem ter marcas de uso, mas que vão diminuindo as marcas seguindo a ordem descrita. Por exemplo: Um aparelho em estado Excelente vem praticamente perfeito, enquanto que um no estado Bom apresenta mais marcas visíveis.

Um detalhe é que nenhuma marca de uso afeta algum componente ou função do aparelho, se limitando apenas a pequenos riscos e marcas.

 

Nossa experiência

Compramos dois aparelhos simples, no caso dois Moto G de segunda geração, marcados no estado Muito bom, ou seja, o nível “médio” de qualidade.

Ambos os aparelhos vieram muito bem embalados, sendo que os carregadores e cabo USB vieram em embalagens separadas.

Os smartphones tinham pouquíssimas marcas de uso, sendo duas pequenas marcas na borda. As telas vieram intactas. Ao remover a tampa, podemos ver os IMEI, todos corretos, assim como encontramos o selo de garantia da Trocafone.

A realidade é que outras pessoas viram os smartphones e só perceberam que era usado quando comentamos, isso porque o estado realmente era muito bom.
Ambos os aparelhos estão sendo utilizados por usuários que se limitam a mensageiros e redes sociais, sendo um uso adequado para esses smartphones intermediários.

 

Vale a pena?

Depois de usar o serviço, vimos que realmente ele é de qualidade e que compensa muito se o usuário não faz questão de ter um smartphone 100% novo.

As vantagens de usar o serviço são muitas, vindo desde a economia no nosso bolso, e indo até mesmo no fato de ajudarmos um pouco nosso planeta em relação a essa sociedade consumista em que vivemos, onde aparelhos que poderiam ser reaproveitados vão para o fundo da gaveta para que novos celulares sejam fabricados e comprados.

Outra grande vantagem é o fato de encontrarmos muitos bons aparelhos de gerações passadas com preço de aparelhos muito mais fracos de geração atual por lá, sendo que na maioria das vezes os smartphones de geração passada não são nem encontrados mais nas lojas.

E você, o que acha? Já utilizou o Trocafone? Comente!