Hoje iremos continuar nossa série Guia Virtual: Qual comprar?, onde explicamos como comprar diversos produtos eletrônicos, sendo que hoje vamos falar da placa de vídeo, o componente mais importante para um PC gamer e também indispensável para qualquer usuário.

Placas de vídeo são peças essenciais em qualquer computador, como o nome já supõe, elas processam os dados e os transformam em comandos visuais. Desde um texto no DOS até o mais pesado dos jogos, a placa de vídeo é a responsável por fazer você ver tudo o que é mostrado no monitor.

Como escolher uma placa de vídeo de qualidade

O principal erro dos principiantes e aprendizes é ver um computador “pelado”, funcionando, e ainda sim dizer que “não tem placa de vídeo”. Isso não existe, seria o mesmo que usar um computador com o monitor desconectado.

De um modo geral, existem 3 tipos de placas de vídeo:

 

OnBoard

Elas estão soldadas permanentemente na placa-mãe e são alvos do erro citado acima. Já que são compostas apenas de um chip e ficam bem escondidas dentre os tantos chips de uma placa-mãe, muitas vezes o usuário nem percebe sua presença. O jeito mais fácil de descobrir se existe uma placa de vídeo onboard é a presença de uma saída de vídeo junto aos outros conectores.

Saída da Placa de vídeo OnBoard
Saída da placa de vídeo OnBoard
 

Principais características

  • Preço nulo: Como ela já vem com a placa-mãe, você basicamente compra uma peça “2-em-1”;
  • Baixo rendimento: Placas de vídeo onboard não tem muito espaço para esfriarem ou para ter algum sistema de refrigeração, a solução então é pegar chips menos potentes, que aquecem menos, mas vale lembrar que nem todos os notebooks funcionam assim;
  • Sistema não-dedicado: Em outras palavras, ela “rouba” recursos do processador e da memória para funcionar, já que é composta apenas do chip em si e não de toda uma estrutura. Isso diminui o desempenho geral da máquina. Isso explica o fato de que em computadores onboard a quantidade de RAM mostrada sempre é bastante menor do que a quantidade plugada;
  • Impossibilidade de mudanças: Uma vez preso, sempre preso. O chip na placa-mãe não pode ser atualizado nem trocado.

 

OffBoard

O grande mundo das placas de vídeo se concentra aqui. São peças dedicadas, com imensa variedade e gama de opções. Atualmente as placas de vídeo OffBoard utilizam o slot PCI-Ex (PCI-Express), e é bastante fácil identificar uma em um computador devido sua posição perpendicular em relação ao resto, além do espaço ocupado.

Placa de vídeo OffBoard - Nvidia GTX 680
Placa de vídeo OffBoard – Nvidia GTX 680
 

Principais características

  • Enorme variedade de opções. Embora existam apenas 2 marcas de peso (AMD e NVidia), elas possuem séries e modelos. Calcula-se que cada série nova(também chamado de Geração) existam por volta de 30 modelos novos;
  • Preço ajustável. Dependendo do modelo, podem custar mais que uma TV de LED ou menos que um controle remoto. O preço é proporcional ao desempenho recebido;
  • Sistema Dedicado. Exeção a algumas placas antigas, elas tem em seu “corpo” todos os componentes que necessitam, evitando assim de roubar recursos de outras peças do pc. Isso aumenta o desempenho geral;
  • Possibilidade de updates. Seu pc não roda os games mais novos? A placa queimou?  Troque a placa de vídeo por uma outra. Desconecte a antiga e plugue a nova;
  • Refrigeração totalmente dedicada. Placas de vídeo off-board podem ocupar o espaço que bêm entenderem, isso significa que o sistema de refrigeração é altamente eficiente e permite o uso de chips ultra-rápidos. Utilizando de modificações é possível usar até um sistema de refrigeração a água.

 

Integradas

São novas no mundo dos PC’s, surgiram com o Intel i3. São placas de vídeo micro-dimensionadas e inseridas dentro do processador. De uma forma geral elas trabalham exatamente como as on-board, mas por estarem dentro do processador a queda de desempenho e o roubo de recursos é bastante reduzido.

Processador Core i3 com placa de vídeo integrada
Core i3 com placa de vídeo integrada
 

Principais características

  • Médio rendimento: O processador em si possui toda uma estrutura de refrigeração e um espaço grande só para ele. Porque não aproveitar? Isso faz com que as empresas possam colocar chips mais potentes sem provocar o superaquecimento do sistema;
  • Preço: O preço ainda não é amigável. Como a tecnologia ainda é nova, o preço ainda é bastante alto e nem sempre vale o investimento.

 

Como escolher uma placa de vídeo offboard

Agora que já sabemos o básico, vamos ver o que você precisa saber na hora de comprar uma placa de vídeo. Neste caso vamos falar apenas das OffBoard.

A quantidade da memória numa placa de vídeo tem tanta utilidade como um bicho de pelúcia dentro do esgoto. Ela é um “bônus”, não um ponto importante. Atente para outros dados.

 

Marca/Fabricante

Diferencie marca de fabricante.

  • Fabricantes: São o “centro” de tudo. Produzem os chips responsáveis por transformar números em dados visuais, que o monitor vai exibir. Os principais fabricantes são a AMD(antiga ATi) e a NVidia. A AMD nomeia suas placas para o usuário comum de Radeon e a NVidia de GeForce;
  • Marca: A resposável por levar a placa de vídeo às lojas e ao seu computador. Como exemplos temos a XFX, ECS, Power Color, Zogis, Asus, etc… Elas pegam o chip produzido pela fabricante e fazem o resto da placa, como a memória, sistema de refrigeração, tamanho, capacitores, conectores, etc.

Saber diferenciar os 2 te leva a ter uma visão melhor deste mundo, pois saberá que uma placa da marca XFX pode ter uma refrigeração peba ou uma PowerColor pode ser muito mais cara do que uma Asus equivalente. (são exemplos e não representam a realidade)

Marca: Zogis | Fabricante: Nvidia
Marca: Zogis | Fabricante: Nvidia

 

 

Preço/Modelo

O preço das placas de vídeo é diretamente proporcional ao seu desempenho, que por sua vez é diretamente propocional ao modelo. Atualmente NVidia e AMD estão praticamente empatadas, com ligeiras diferenças de preço e desempenho.

Atenção: Falar que a Nvidia é melhor que AMD(ou vice-versa) sem citação de nenhum modelo não faz o menor sentido além de ser errado. Não faça isso.

  • Modelo: Aqui fica o grande X da questão. A quantidade de modelos é imensa, é simplesmente impossível falar todas ou falar “Essa é a melhor do mundo!”. Pesquisa é essencial.

 O que vai definir qual a placa que você vai comprar é o preço que você está disposto a gastar. Não há como pegar uma placa de vídeo top com R$100 e seria retardamento pegar uma de 5 anos atrás quando se pode gastar R$3000.

Sabendo que preço é proporcional ao modelo, darei aqui as dicas para entenderem como são os modelos tanto da AMD como da NVidia.

 

AMD

A série Radeon atual é chamada de HD7000. Vamos aprender a ler seus números:

AMD

  • HD: Nome próprio que a AMD usa, ele se repete em todas as Radeon;
  • Primeiro número: Geração(ou Série). Significa a geração da placa de vídeo. A cada 6~7 meses uma geração nova é lançada, nem sempre melhor do que a antiga. Exemplos: HD6870, HD5870, HD4870, etc;
  • Segundo número: Faixa de atuação. É uma “sub-série”, e o mais importante dos números. Quanto mais alto seu número, mais perto do topo você estará. Por obrigação, quanto maior o número melhor a placa.(em comparação com o número anterior). Exemplos: HD6870, HD6770, HD6570, etc… Ps.: Na série 6, a AMD trocou a Sub-série top de 8 para 9. (Exemplo: A top da série 5 foi a HD5870, a da série 6 é a HD6970);
  • Terceiro número: Definição final. De novo, quanto maior o número, melhor a placa comparada com o número anterior. As mais comuns são as terminações em “30”, “50” e “70”. Ocorrem também de vermos “90” nas placas top.(Exemplo: HD4870, HD4850, HD4830, etc..).

Detalhes finais: Os números não se misturam e devem ser lidos da esquerda para a direita. Por exemplo, uma HD4770 não é mais forte que a HD4850, pois mesmo o número de série sendo menor, o da sub-série é maior.

 

Nvidia

As Nvidia são mais simples de entender. A série atual é chamada de GT*600.

Nvidia

Lendo as letras:

  • GT: Nome dado às placas mais fracas
  • GTS: Nome dado às placas intermediárias
  • GTX: Nome dado às placas de intermediárias às tops.

Lendo os números(esquerda para direita):

  • Primeiro número: Indica a finalidade da placa. Diferente da AMD, nem sempre este número representa a Geração. Quanto maior o número, melhor a placa será.
  • Segundo número: Indica o nível da placa. Quanto maior, melhor.
  • Terceiro número: Termina com 0 ou com 5. Dispensável para o consumidor comum.

 

 

Verificando sua escolha

Entendendo os modelos, partimos para a pesquisa. Como saber se minha escolha foi uma boa escolha?

Vou utilizar uma placa mais antiga como exemplo. Digamos que eu tenha um limite de R$ 350,00 e deseje uma placa de vídeo. Pesquisando, encontrei a VGA EVGA GeForce GTX550 Ti 1024MB (1GB) DDR5 por este valor. Como sei que é boa? Será que a compra vale a pena?

  1. Verificando sua escolha de placa de vídeoProcure por este modelo em outras lojas. Veja se não existe um abismo de preço entre uma loja ou outra. Caso exista, atenção, pode ser um produto-bomba ou você pode estar sendo vítima da clássica “conversa de vendedor”.
  2. Procure por testes. Sim, testes. Caso você seja um Gamer, ranks como 3dMark e semelhantes não são de grande valia, procure testes comparativos em jogos. Se seu foco é renderização 3D ou modelagem, o inverso pode valer para você. Nem sempre uma placa com pontuação exelente em programas de renderização consegue o mesmo desempenho em jogos.
  3. Veja se sua placa de vídeo não é “capada”. Esse é um problema bastante comum hoje em dia, e ocorre principalmente nas memórias. Somente pesquisa para saber se sua escolha “tirou a sorte”. Um exemplo clássico foi o da NVidia 8600GT. Foram lançados basicamente 2 modelos: 8600GT 512Mb GDDR3 e 8600GT 1Gb GDDR2. Qual a mais rápida? Se você respondeu a primeira opção, acertou. O usuário cái na conversa de que memória é importante pra placa de vídeo e acaba levando pra casa uma placa consideravelmente mais lenta do que uma equivalente com menos memória, porém com chips mais avançados.
 

Dicas gerais

  • Observar números como “GPU Clock” ou “Memory Clock” ou simplesmente os “Clocks” só são interessantes ao usuário que faz overclock (modificações para melhorar o desempenho)
  • O papel aceita tudo. Nem sempre acredite no que a caixa da sua placa de vídeo promete, e mais cuidado ainda com vendedores. Sempre esteja bem informado e saiba exatamente o que você deseja.
  • A memória da placa de vídeo não tem qualquer relação com a placa-mãe ou a memória do computador. Vale lembrar que estamos dizendo da velocidade da  memória da placa, uma memória GDDR3 é consideravelmente mais rápida do que uma GDDR2.

 

Gostou? Tem dúvidas de qual placa de vídeo comprar? Ou se a tal placa vale o investimento? Comente! Também não deixe de curtir a nossa pagina no Facebook e assinar nosso feed.


w', {v:'ext',j:'1:4.4.2',blog:'15678779',post:'9211',tz:'-3',srv:'manualdatecnologia.com'} ]); _stq.push([ 'clickTrackerInit', '15678779', '9211' ]);